Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Polo Industrial de Manaus fatura R$ 6,3 bilhões em janeiro

Notícias

Polo Industrial de Manaus fatura R$ 6,3 bilhões em janeiro

Resultado demonstrado nos Indicadores de Desempenho do PIM refletem o atual cenário econômico brasileiro.
por Diego Queiroz publicado: 18/03/2015 15h47 última modificação: 03/02/2016 11h28

O Polo Industrial de Manaus (PIM) iniciou 2015 com indicadores que refletem o atual cenário econômico brasileiro e com a missão de, mais uma vez, superar adversidades e desafios. Em janeiro, o PIM teve faturamento de R$ 6,317 bilhões (US$ 2.398 bilhões), o que equivale a uma queda de 3,06% em reais e de 12,33% em dólar na comparação com janeiro de 2014, quando foi registrado faturamento de R$ 6,516 bilhões (US$ 2.735 bilhões).

No primeiro mês deste ano, as empresas do PIM também empregaram 116.416 trabalhadores, entre diretos, temporários e terceirizados. O resultado corresponde a uma queda de 1,18% ante dezembro de 2014 (117.808 trabalhadores) e de 7,65% na comparação com janeiro do ano passado (126.057 trabalhadores). Já as exportações do Polo, que totalizaram US$ 44.725 milhões em janeiro de 2015, também tiveram diminuição – esta de 22,39% – na comparação com janeiro de 2014 (US$ 57.626 milhões).

Mesmo assim, alguns segmentos industriais tiveram desempenho positivo. Dos setores com maior representatividade no faturamento do PIM, Químico e Mecânico foram os principais destaques no início do ano. Em janeiro, o setor Químico faturou R$ 850,823 milhões e teve crescimento de 17,41% na comparação com janeiro do ano passado, enquanto que o setor Mecânico faturou R$ 423,291 milhões e cresceu 16,58% no mesmo período de comparação. Outro resultado positivo se deu no Polo de Duas Rodas, com faturamento de R$ 1,042 bilhão e crescimento de 1,5% em relação a janeiro de 2014.

O segmento Eletroeletrônico (incluindo Bens de Informática), por sua vez, responsável por 46,35% do faturamento global do PIM e também por 43,74% dos empregos diretos gerados, faturou R$ 2,928 bilhões e teve queda de 9,55% em relação a janeiro de 2014.

Produção
Aparelhos condicionadores de ar continuam se destacando entre os principais produtos fabricados pelo PIM. Em janeiro, foram produzidas 52.345 unidades de aparelhos do tipo split system e 107.785 unidades de condicionadores de ar do tipo janela ou de parede de corpo único, o que representa aumentos de 7,24% e de 30,47%, respectivamente, em relação a janeiro de 2014. Outros produtos que tiveram crescimento no mesmo período foram tocadores e gravadores de DVD e blu-ray, com 253.888 unidades produzidas e aumento de 25,99%; receptores de sinal de televisão, com 1.071.755 unidades fabricadas e crescimento de 44,44%; e forno microondas, com 446.338 unidades fabricadas e aumento de 16,02%.

A queda na produção do segmento Eletroeletrônico e de Bens de Informática ficou evidenciada na diminuição, em janeiro, de itens como televisores com tela de plasma (-97,33%), televisores com tela de cristal líquido (-25,60%), telefones celulares (-30,40%) e tablets (-66,37%).

De acordo com o superintendente da Zona Franca de Manaus, em exercício, Gustavo Igrejas, os indicadores de janeiro confirmaram as projeções da SUFRAMA de que o início de ano seria, de uma forma geral, desafiador para o PIM. No entanto, ele afirma que os resultados adversos não são exclusivos da indústria amazonense e são compreensíveis, sobretudo, quando analisado o cenário atual da economia brasileira. “Praticamente 90% a 95% dos nossos produtos são destinados ao mercado nacional e, à medida que diminui o poder de compra e aumentam as dificuldades para os consumidores brasileiros, é natural que os resultados do PIM oscilem de forma negativa. É provável que tenhamos um primeiro trimestre abaixo do tradicional, com pouco ou nenhum crescimento, mas nossas expectativas são de uma melhora dos indicadores ao longo do ano, principalmente, a partir do segundo semestre”, explicou Igrejas.