Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Polo Industrial de Manaus inicia produção de máquinas de lavar louças

Notícias

Polo Industrial de Manaus inicia produção de máquinas de lavar louças

É a retomada da fabricação nacional deste produto, que até então só era comercializado no país por meio de importações.
publicado: 09/02/2011 00h00 última modificação: 25/04/2016 17h20

O Polo Industrial de Manaus (PIM) conquista mais um nicho de mercado. Hoje (09) a empresa Whirpool Latin América, que atua no Brasil com as marcas Brastemp, Consul e KitchenAid, inaugurou a nova linha de produção de máquina de lavar louça. É a retomada da fabricação nacional deste produto, que até então só era comercializado no país por meio de importações.

A superintendente da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), Flávia Grosso, esteve na inauguração e destacou a importância desta conquista para o Polo e para a sociedade, com a geração de novos empregos diretos e indiretos. “Trazer a produção de máquinas de lavar louças para Manaus foi uma batalha difícil, com muitos desafios, mas que no final fomos bem sucedidos. A conquista desse nicho de mercado significa a geração de empregos em Manaus, não apenas dentro dessa fábrica, mas todos os empregos gerados por fornecedores tanto de componentes quanto de serviços”, afirma a superintendente.

Para ressaltar a importância dos empregos gerados por essa nova linha de produção, Flávia Grosso explicou que “esse produto tem índice 75% de nacionalização, sendo 50% de regionalização – ou seja, produzidos no PIM, o que mais uma vez comprova que a mão de obra amazonense é uma das melhores do mundo”, afirma.

O Processo Produtivo Básico (PPB) de máquina de lavar louça foi regulamentado pela portaria nº 201 de 07 de outubro de 2010, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e define doze etapas mínimas de fabricação a serem cumpridas na Zona Franca de Manaus.

A Whirpool Eletrodomésticos AM S/A foi a primeira empresa a ter projeto técnico-econômico aprovado pelo Conselho de Administração da Suframa (CAS) para a produção do item no PIM, em novembro de 2010. O projeto prevê investimentos de R$ 277,694 milhões (incluindo capital de giro) e uma produção no primeiro ano de 80 mil unidades, com geração imediata de 70 novos postos de trabalho.

Segundo Armando Enners do Valle Junior, vice-presidente de Relações Institucionais e Sustentabilidade da Whirpool “a nova linha em Manaus é um importante passo para a empresa e também para o segmento no Brasil, já que até então todas as lava-louças eram importadas”.

O vice-presidente também ressalta que a produção dará impulso ao mercado brasileiro deste produto, que está em crescimento e hoje tem cerca de 2% de aceitação. “A operação brasileira viabilizada pelos incentivos da Zona Franca de Manaus contribuirá para aumentar o acesso do consumidor ao produto”.

A tecnologia utilizada na produção do produto é de propriedade da Whirpool. Dentre as empresas do grupo, a unidade de Manaus é uma das fábricas de eletrodomésticos mais modernas do mundo, sendo uma das bases para a produção de condicionadores de ar e de microondas.

 

registrado em: , , ,