Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Polo relojoeiro dobra o investimento produtivo no PIM

Notícias

Polo relojoeiro dobra o investimento produtivo no PIM

Nos últimos dois anos, o faturamento neste setor do Polo Industrial de Manaus (PIM) saltou de US$ 301 milhões para US$ 613 milhões.
publicado: 18/01/2012 00h00 última modificação: 29/03/2016 11h31

Os investimentos produtivos no polo Relojoeiro da Zona Franca de Manaus alcançaram, até novembro do ano passado, US$ 104,5 milhões. O valor é mais do que todo o investimento realizado nos anos de 2009 e 2010 somados. Em 2009, o polo investiu na produção US$ 44,8 milhões e em 2010 foram US$ 53,7 milhões.

A aposta na produção tem apresentado bons frutos. Nos últimos dois anos, o faturamento neste setor do Polo Industrial de Manaus (PIM) saltou de US$ 301 milhões para US$ 613 milhões, um crescimento de 103% - que pode ser ainda maior, se considerado que os dados referentes a 2011 ainda não incluem os resultados de dezembro. A indústria relojoeira do PIM começou o ano passado com faturamento de US$ 34 milhões, chegando a US$ 72 milhões em abril e US$ 81 milhões em novembro, número próximo do recorde histórico alcançado em novembro de 2010, quando o faturamento ultrapassou a casa dos US$ 89 milhões.

Os postos de trabalho também cresceram. De 1.372 empregos em 2006, o setor saltou para 2.425. No comparativo entre 2011 (até novembro) e 2010, o crescimento registrado foi de 34,5%. Esta evolução percentual foi a maior do PIM, sem levar em conta o setor de beneficiamento de borracha, que cresceu 66,67%, mas foi criado em 2010, enquanto o polo relojoeiro está presente desde a criação do distrito industrial – com a Beta S/A sendo a primeira empresa a ter projeto aprovado na Zona Franca.

Nos onze meses do ano passado, foram vendidos mais de 9,8 milhões de relógios de pulso e bolso – 99% para abastecer o mercado interno - com uma média de mais de um milhão de unidades produzidas a cada mês, desempenho jamais alcançado em 45 anos de Zona Franca.

registrado em: ,