Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Porto seco em área da Suframa pode estreitar relações comerciais com a Bolívia

Notícias

Porto seco em área da Suframa pode estreitar relações comerciais com a Bolívia

Iniciativa seria realizar um convênio com o governo do Estado para viabilizar ações conjuntas para se superar entraves em prol da região.
por Márcio Gallo publicado: 16/07/2019 17h30 última modificação: 16/07/2019 18h41

Com o objetivo de estudar iniciativas de expandir a atuação da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e incentivar o desenvolvimento socioeconômico em Rondônia, uma comitiva da Autarquia visitou, nesta terça-feira (16), o porto público localizado na capital do Estado, Porto Velho. Na ocasião, o superintendente Alfredo Menezes, o superintendente adjunto de Operações, Luciano Tavares, e o coordenador regional da Suframa em Porto Velho, Gil Vicente da Silva, foram recebidos pelo diretor-presidente da Sociedade de Portos e Hidrovias do Estado de Rondônia (SOPH), Amadeu Hermes Santos da Cruz, que apresentou propostas para atuar em parceria com a Superintendência.


Amadeu Cruz falou da possibilidade de se utilizar uma área da Suframa localizada em Guajará-Mirim para estimular negócios com a Bolívia, que faz fronteira com o Estado. "Poderíamos utilizar terreno da Suframa como porto seco para armazenar produtos provenientes do país vizinho, o que poderia dar condições de se estreitar as relações comerciais entre Brasil e Bolívia", afirmou.


O coordenador regional da Suframa, Gil Vicente, destacou que a Autarquia tem "uma área disponível que, a partir da viabilização de um convênio com o governo do Estado, por meio do SOPH e do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER), poderia permitir a utilização do local para uso por determinado período".


A iniciativa de se atuar em conjunto com órgãos estaduais, segundo informou o superintendente Alfredo Menezes, é benéfica para se superar entraves em prol da região. "Com certeza nossa equipe técnica tratará desse tema com os representantes do governo local para que cheguemos a melhor forma de se estimular ações conjuntas que visem a beneficiar a economia regional. É com este tipo de ação que podemos expandir oportunidades", disse.