Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Codam aprova novos investimentos e discute competitividade do PIM

Notícias

Codam aprova novos investimentos e discute competitividade do PIM

Pauta com 34 projetos e R$ 3,2 bilhões em investimentos estimados foi aprovada na 263ª Reunião do Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas
por Márcio Gallo publicado: 01/09/2016 17h22 última modificação: 01/09/2016 17h26

A 263ª Reunião Ordinária do Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam), realizada nesta quinta-feira (1º), no auditório da Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplan-CTI), teve, segundo o Governo do Amazonas, o maior volume de investimentos estimados até então em 2016 (total de R$ 3,2 bilhões, distribuídos em 34 projetos). De acordo com a superintendente da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), Rebecca Garcia, a pauta de novos investimentos para o Polo Industrial de Manaus (PIM) analisada pelo colegiado representa um sinal positivo para a indústria amazonense.

"Temos empresas investindo em um volume bem superior às pautas anteriores, algo muito positivo que vem a demonstrar que estamos recuperando nossa capacidade de produção", disse Rebecca. A superintendente ainda destacou a iniciativa de produção de luminárias LED no PIM, que "é um indício de que um novo polo (produtivo) pode vir a se instalar na região. Um polo que vai crescer muito, que deve ter alta demanda devido às necessidades de várias regiões do País e, com isso, gerar muitos empregos".

A questão da competitividade do parque fabril local em relação a outras regiões industriais também foi comentada durante o evento. "Estudos recentes comprovam que é vantajoso produzir na Zona Franca de Manaus e isto é analisado pelos empresários antes de fazerem suas escolhas. Aos poucos, mais empresas de celulares, por exemplo, têm escolhido o Polo Industrial de Manaus para fabricarem seus produtos", disse Rebecca.

Investimentos

O maior destaque da pauta foi o projeto para produção de bens intermediários da Boreo Indústria de Componentes, cujo investimento estimado é de R$ 2 bilhões, com expectativa de geração de mais de 900 empregos.

Durante a reunião, o titular da Seplan-CTI, Thomaz Nogueira, fez questão de ressaltar que o governo do Estado pretende contribuir na discussão dos Processos Produtivos Básicos (PPBs) para aumentar a atração de novos investimentos. “O governo já demonstrou interesse em compor, junto à SUFRAMA, um grupo de proposições de PPBs. Entendemos que isto pode contribuir para atrairmos investimentos para a região”, disse Nogueira.