Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Reunião técnica analisa novas propostas para PPBs

Notícias

Reunião técnica analisa novas propostas para PPBs

Alterações em Processos Produtivos Básicos relacionados ao segmento de Bens de Informática da Zona Franca de Manaus foram tratados na Suframa.
por Diego Queiroz publicado: 28/05/2019 15h05 última modificação: 28/05/2019 16h29

Dando continuidade às discussões coletivas sobre propostas de alterações em Processos Produtivos Básicos (PPBs) relacionados ao segmento de Bens de Informática da Zona Franca de Manaus, a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) realizou nesta terça-feira (28), na sede da Autarquia, nova reunião com representantes de órgãos governamentais, entidades de classe e empresas atuantes no Polo Industrial de Manaus (PIM).


O principal objetivo foi a deliberação sobre as consultas públicas divulgadas no Diário Oficial da União (DOU), no último dia 21 de maio, de número 13/2019, referente a equipamentos de comutação de voz e dados incorporados na Estação Rádio Base (ERB); número 14/2019, referente à unidade digital de processamento montada em um mesmo corpo ou gabinete, do tipo servidor; número 15/2019, referente a tablets; e número 16/2019, referente a cabos ópticos.


As discussões, baseadas principalmente em análises prévias efetuadas pela equipe técnica da Suframa, resultaram em consenso entre as partes quanto à manutenção das propostas sugeridas pelo governo federal para os PPBs das unidades do tipo servidor, os equipamentos ERB e os cabos ópticos (estes dois últimos ainda não têm produção na ZFM). As únicas sugestões de modificações ocorreram em cima do PPB de tablets, referindo-se principalmente a ajustes tanto na redação do texto quanto na mecânica de pontuação, buscando padronizar etapas e priorizar ações que agreguem valor à cadeia produtiva.


O superintendente adjunto de Projetos da Suframa, Gustavo Igrejas, que dirigiu o início da reunião, agradeceu a participação de todos e reiterou que a meta da Autarquia, cumprindo determinação do superintendente Alfredo Menezes, é a de continuar realizando reuniões com empresas, entidades de classe e demais interessados no tema para buscar democraticamente os encaminhamentos e as soluções. “Temos adotado essa metodologia de que, assim que são publicadas as consultas públicas, nossa equipe já efetua uma análise prévia e a partir daí convoca as reuniões. Os resultados dessas reuniões são registrados em ata e entregues diretamente ao secretário Carlos da Costa (secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia)”, afirmou Igrejas.


Ele também esclareceu que, como cada PPB pode afetar diretamente o polo de componentes e as empresas de bem final que estão na ZFM, a Autarquia também acompanhará de perto os potenciais impactos gerados com as novas publicações. “Nosso objetivo sempre é trabalhar ao lado das empresas para garantir a manutenção dos investimentos e, eventualmente, diante da oportunidade, melhorar a situação para as indústrias instaladas na região. E caso depois alguma medida adotada venha ser identificada como prejudicial para a ZFM, vamos batalhar para que seja alterada”, assegurou.