Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Secretário-executivo do MDIC visita unidade da Harley Davidson em Manaus

Notícias

Secretário-executivo do MDIC visita unidade da Harley Davidson em Manaus

Alessandro Teixeira está em Manaus para participar da 251ª Reunião Ordinária do Conselho de Administração da SUFRAMA.
por Diego Queiroz publicado: 28/07/2011 00h00 última modificação: 11/04/2016 16h59

O secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Alessandro Teixeira, visitou na manhã desta quinta-feira (28) a fábrica da Harley Davidson do Brasil no Polo Industrial de Manaus (PIM). A visita ocorreu previamente à 251ª Reunião Ordinária do Conselho de Administração da SUFRAMA (CAS), que foi realizada às 14h, no auditório da autarquia, e teve o secretário-executivo do MDIC como presidente.

Acompanhado do consultor-jurídico do ministério, Raul Lycurgo, e do coordenador-geral de Acompanhamento de Projetos Industriais da SUFRAMA, Gustavo Igrejas, Teixeira aproveitou a visita à Harley Davidson para reunir-se com diretores da companhia e conhecer as linhas de produção da empresa, que hoje conta com 16 modelos de motocicletas fabricados no PIM.

Durante o encontro, os dirigentes da Harley informaram que a empresa deverá mudar-se no início de setembro para uma nova fábrica que está sendo construída no bairro do Tarumã, na Zona Oeste de Manaus. A nova planta terá aproximadamente dez mil metros quadrados e contará com infraestrutura ampliada para atendimento ao planejamento otimista da companhia, que espera atingir a marca de 5.050 motocicletas fabricadas neste ano. Além disso, a Harley Davidson irá incluir cinco novos modelos às suas linhas de fabricação e iniciar, possivelmente no mês de agosto, as fases de testes e pré-produção dos modelos do próximo ano.

Os executivos da empresa anunciaram ainda a meta de produzir em Manaus uma linha de motocicletas especialmente projetadas para uso policial. A intenção da companhia norte-americana, com isso, é estar apta a participar ativamente das concorrências públicas que serão abertas nos próximos anos com a realização de eventos de grande porte, como a Copa do Mundo de 2014. A produção da primeira “moto-polícia” da empresa seria efetivada, segundo previsões iniciais, no mês de outubro.

Alessandro Teixeira disse que a decisão da empresa de produzir veículos voltados ao uso de órgãos públicos é estratégica e acertada, tendo em vista principalmente o contexto da nova Política Industrial do Brasil, que será lançada pelo MDIC no dia 2 de agosto e terá como uma de suas diretrizes o apoio às empresas que fabricam, no país, itens direcionados a compras governamentais. Por fim, afirmou esperar que as operações da companhia norte-americana no Brasil só cresçam nos próximos anos, sobretudo se forem levados em consideração os investimentos realizados pela empresa visando a melhorias na sua rede de distribuição e no serviço de pós-venda aos consumidores brasileiros. “São produtos de excelente qualidade e a preços cada vez mais acessíveis ao mercado crescente da classe média do Brasil”, afirmou Teixeira.