Você está aqui: Página Inicial > Notícias > SUFRAMA apresenta Plano Diretor Industrial a associados do Cieam

Notícias

SUFRAMA apresenta Plano Diretor Industrial a associados do Cieam

Além do estudo "Plano Diretor Industrial (PDI): Diretrizes Táticas para a Área de Atuação da SUFRAMA (2017-2025)", foram tratados outros assuntos relacionados ao Polo Industrial de Manaus (PIM).
por Layana Rios publicado: 15/09/2016 13h23 última modificação: 15/09/2016 14h43

A superintendente da SUFRAMA, Rebecca Garcia, participou, nessa quarta-feira (14), da 171ª Reunião Ordinária do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), no auditório da entidade, para apresentar o estudo "Plano Diretor Industrial (PDI): Diretrizes Táticas para a Área de Atuação da SUFRAMA (2017-2025)" e ainda tratar de outros assuntos relacionados ao Polo Industrial de Manaus (PIM).

A reunião foi conduzida pelo presidente do Cieam, Wilson Périco, acompanhado do primeiro vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Nelson Azevedo. Da equipe da SUFRAMA, também participaram do evento o superintendente adjunto de Operações, substituto, João Paiva, o coordenador geral de Acompanhamento de Projetos Industriais, José Jorge Júnior, a coordenadora geral de Estudos Econômicos e Empresariais, Ana Souza, e o assessor técnico da Superintendência, Renato Freitas.

A superintendente Rebecca Garcia afirmou que assim que ingressou na SUFRAMA sentiu a necessidade da criação de um Plano Diretor Industrial para nortear os trabalhos estratégicos da autarquia. “Reuni os economistas da SUFRAMA e expliquei que precisávamos de um plano tático onde nós pudéssemos saber para onde vamos e assim definirmos o que fazer hoje e chegarmos aos nossos objetivos”, disse.

A coordenadora Ana Souza, que apresentou os detalhes do PDI aos presentes, explicou que o plano foi elaborado pela equipe técnica da SUFRAMA de forma participativa, com a contribuição de várias entidades da sociedade civil, incluindo o Cieam, e trata-se de um trabalho aberto a outras contribuições que surgirem. “O plano vai refletir ações táticas do ponto de vista institucional da SUFRAMA no período de 2017 a 2025, mas ao mesmo tempo ele não é um contexto isolado no campo institucional. Historicamente, a SUFRAMA não é uma autarquia estática, ela é um instrumento móvel nesse processo de desenvolvimento regional, adaptando sua forma de atuar”, explicou, ressaltando, ainda, que embora o plano, em seu nome, esteja direcionado ao setor industrial, ele também vai reverberar nos setores agropecuário e comércio.

O PDI possui três grandes marcos regulatórios – Zona Franca de Manaus, Amazônia Ocidental e Zona Franca Verde – que geram oito áreas temáticas estratégicas: Desenvolvimento Organizacional; Gestão de Incentivos Fiscais; Logística; Ciência e Tecnologia; Atração de Investimentos; Inserção Internacional; Capital Intelectual e Empreendedorismo; e Desenvolvimento Produtivo. A partir dessas áreas temáticas estratégicas foram estabelecidas 31 diretrizes táticas a serem implementadas. Todo o conteúdo do PDI foi disponibilizado aos associados do Cieam para maior aprofundamento nas diretrizes.

Outras ações

Na oportunidade, a superintendente comentou também a reabertura do posto de vistoria da SUFRAMA localizado no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, prevista para o final do mês de setembro. “Seria interessante que as indústrias que operam com carga aérea apresentem a relação de empresas para darmos um tratamento especializado, com prioridade para medicamentos, perecíveis, de acordo com o próprio plano de trabalho da superintendente Rebecca Garcia”, explicou o superintendente adjunto de Operações, substituto, João Paiva.

Durante a reunião, ainda foram discutidas ações para impulsionar o andamento de Processos Produtivos Básicos (PPBs) no âmbito do governo federal e também pontos relacionados a investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento (P&D). Também ficou estabelecida a realização de uma reunião, entre Cieam, Fieam e SUFRAMA, para debater aspectos operacionais do site e de sistemas da autarquia.