Você está aqui: Página Inicial > Notícias > SUFRAMA busca colaborar com OTCA para ações de desenvolvimento sustentável

Notícias

SUFRAMA busca colaborar com OTCA para ações de desenvolvimento sustentável

Reunião realizada na quarta-feira (14), na sede do Inpa, discutiu fortalecimento de parcerias entre diversos órgãos e a Organização do Tratado de Cooperação Amazônica
por Enock Nascimento publicado: 16/09/2016 11h46 última modificação: 16/09/2016 11h46

O fortalecimento da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA) e a intensificação de ações voltadas ao desenvolvimento sustentável foram alguns dos temas abordados em reunião realizada nessa quarta-feira (14), na sede do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), que teve a participação da superintendente da SUFRAMA, Rebecca Garcia.

A secretária-geral da OTCA, embaixadora Maria Jacqueline Mendonza Ortega, acompanhada do diretor-executivo da OTCA, ministro César Augusto De las Casas Diaz e do diretor administrativo da OTCA, Antonio Matamoros, fez uma apresentação do histórico, das atividades e dos projetos desenvolvidos pela organização. “O propósito desse encontro é nos apresentarmos e nos aproximarmos. A intenção é abrir caminhos e verificarmos onde podemos atuar juntos. Apenas na bacia Amazônia somos mais de 32 milhões de habitantes e com uma responsabilidade sobre um território de quase sete milhões de quilômetros quadrados”, frisou a diplomata venezuelana.

A superintendente da SUFRAMA, Rebecca Garcia, fez questão de ressaltar que a autarquia está à disposição da OTCA e salientou que ambas as instituições têm como objetivo e missão a promoção do desenvolvimento sustentável. “Visualizamos uma gama de oportunidades e de projetos que podemos implementar juntos. A SUFRAMA, por exemplo, tem total interesse em colaborar com projetos de desenvolvimento sustentável de alto impacto na região amazônica. Nos unimos pelas nossas semelhanças. Acreditamos que o fortalecimento da OTCA significa também o nosso fortalecimento”, destacou.

Durante a reunião, a superintendente também destacou os potenciais benefícios do projeto Zona Franca Verde, que vem sendo divulgado e trabalhado pela autarquia em toda sua área de atuação (Estados do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima e Área de Livre Comércio de Macapá e Santana, no Estado do Amapá). “É um modelo pelo qual incentivos fiscais são concedidos em cidades de fronteiras chamadas de Áreas de Livre Comércio para fomentar a industrialização de produtos em que há preponderância da matéria-prima regional. Ou seja, é um projeto de aproveitamento correto da biodiversidade amazônica e com grande potencial de resultados socioambientais”, detalhou.

O diretor do Inpa, Luiz Renato de França, destacou o papel do instituto e de seus cursos de pós-graduação para a formação de mentes pensantes sobre o desenvolvimento sustentável. França também lembrou que o Brasil votará a Lei da Biodiversidade, que irá disciplinar o acesso à riqueza ambiental do País, e ressaltou a importância da OTCA em se articular para que os avanços da legislação possam ser repetidas nos outros países membros, o que facilitaria a realização de projetos transnacionais de promoção da sustentabilidade.

Participaram também da reunião representantes do Governo do Amazonas, da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), da embaixada da Guiana, além da diretoria do Inpa.

OTCA

A Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA) foi criada para proporcionar a preservação do patrimônio natural da Amazônia através dos princípios de desenvolvimento sustentável. Seus países membros são Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela.