Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Suframa chega à China para atrair investimentos ao Brasil

Notícias

Suframa chega à China para atrair investimentos ao Brasil

Na Ásia, Autarquia busca articular ações na região que visem à atração de investimentos e à geração de oportunidades não apenas para a região coberta pelo modelo Zona Franca de Manaus, mas para todo o País.
por Márcio Gallo publicado: 24/10/2019 17h00 última modificação: 24/10/2019 19h04

Na segunda etapa da comitiva presidencial à Ásia, a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), que participa desta iniciativa e é representada pelo superintendente Alfredo Menezes, chegou à China, nesta quinta-feira (24), e, durante jantar com empresários e autoridades, buscou articular ações na região que visem à atração de investimentos e à geração de oportunidades não apenas para a região coberta pelo modelo Zona Franca de Manaus (ZFM), mas para todo o País.

A China é um dos maiores investidores mundiais e o maior parceiro econômico do Brasil e, na ZFM, possui investimentos que possibilitam o fortalecimento do Polo Industrial de Manaus (PIM) e da economia nacional. "O interesse de investidores chineses na região é evidente. Recebemos, na Suframa, delegações e comitivas vindas de regiões deste país asiático que buscam se implantar na Zona Franca de Manaus para estabelecer atividades importantes para o nosso País, como, por exemplo, aquelas ligadas ao segmento fotovoltaico. Nossa vinda aqui demonstra o compromisso de estreitar relações e ampliar a participação de capital chinês na ZFM", disse Alfredo Menezes.

A proposta da Suframa na China é reunir com empresários e investidores para aumentar a divulgação dos diferenciais competitivos da Zona Franca de Manaus a fim de reforçar de que forma o ambiente de negócios da região pode ser vantajoso para que os chineses possam realizar mais investimentos no Brasil e fortalecer ainda mais a relação bilateral entre os países.

Reconhecimento
O convite do presidente da República, Jair Bolsonaro, para que a Suframa compusesse a comitiva oficial do País à Ásia demonstra o reconhecimento do governo federal em relação à importância da Zona Franca de Manaus para o desenvolvimento econômico do Brasil, uma vez que as garantias constitucionais e o ambiente negocial da ZFM atraem a atenção de investidores internacionais que buscam se instalar no Brasil e geram divisas e empregos ao País.

Antes da chegada à China, a Suframa esteve também no Japão onde apresentou, durante reuniões de negócios, o portfólio da Zona Franca de Manaus e do parque industrial manauara como um dos locais mais vantajosos para ingressar no mercado brasileiro, visão esta compartilhada por diversas empresas mundiais que já atuam na região.