Você está aqui: Página Inicial > Notícias > SUFRAMA discute Plano de Cultura Exportadora no Acre

Notícias

SUFRAMA discute Plano de Cultura Exportadora no Acre

Debate ocorreu durante 2ª reunião ordinária do Comitê Gestor do Plano Acreano da Cultura Exportadora, realizado na sede da Federação das Indústrias do Estado do Acre.
publicado: 10/05/2019 17h59 última modificação: 10/05/2019 19h05

A Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), representada pela coordenadora regional de Rio Branco (AC), substituta, Maria Thereza Alves, e os servidores Paulo Xavier e Renato Santos, participou, nesta quinta-feira (9), da 2ª reunião ordinária do Comitê Gestor do Plano Acreano da Cultura Exportadora (Pacex), na sede da Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac). O objetivo do evento foi apresentar as ações a serem desenvolvidas para que o Estado do Acre adquira um ambiente negocial favorável, tornando-se referência no comércio exterior e na cultura exportadora.


Na abertura do encontro, o presidente da Fieac, José Adriano, destacou que o Comitê tem uma importante missão e por isso vem promovendo uma série de atividades como encontros, debates, seminários, visitas às regiões de fronteira, entre outras ações para que se alcançasse o primeiro resultado esperado, justamente um diagnóstico com a identificação dos entraves que inviabilizam o crescimento da relação comercial entre as nações fronteiriças. “Queremos destravar tudo aquilo que não avançou nas últimas décadas. Temos propostas audaciosas para consolidar o comércio exterior do nosso Estado”, destacou.


Outro ponto colocado na reunião foi a elaboração de uma agenda com a participação do superintendente da SUFRAMA, Alfredo Menezes, no Acre, que já sinalizou positivamente a ida ao Estado, bem como a toda a área de abrangência da Autarquia (além do Acre e Amazonas, Roraima, Rondônia e Amapá).


Para o cônsul Geral do Peru no Acre, Rondônia e Mato Grosso, Teobaldo Reategui San Martim, as soluções para os percalços existentes precisam da interferência dos governos federais. “Temos acompanhado as iniciativas do governador Gladson Cameli, senadores e deputados do Acre, que estão viabilizando um encontro dos presidentes do Brasil e do Peru para o mês de novembro aqui no Acre. Entendemos que nessa reunião presidencial podemos firmar muitos acordos de comércio, política e outros. É uma agenda que ajudará a melhorar a relação bilateral com o Brasil, na qual poderíamos firmar compromissos em diversas áreas”, salientou o cônsul.


Durante a reunião, também foram mostradas as ações para os próximos dois meses, que serão: realização do II Encontro de Especialistas em Comércio Exterior, previsto para junho, e do Encontro Empresarial Trinacional; visita nas alfândegas em Assis Brasil e Epitaciolândia; e o manifesto aos governantes e parlamentares em apoio ao desenvolvimento da Cultura Exportadora Acreana. O manifesto, que deverá ser entregue à classe política, terá as propostas levantadas pelo Pacex para que sejam solucionadas as demandas que dependem do setor público e políticas públicas.


O Plano Acreano da Cultura Exportadora prevê sete eixos de ações: 1) Relacionamento e promoção de negócios; 2) Logística e infraestrutura do comércio exterior; 3) Barreiras em mercados externos; 4) Inteligência comercial; 5) Assessoramento e capacitação; 6) Facilitação e desburocratização do comércio exterior; e 7) Estímulo e apoio a negócios acreanos para exportação.


O Comitê do Plano Acreano para a Cultura Exportadora foi criado em 2016, sendo formado pelas seguintes instituições: SUFRAMA, Federação das Indústrias do Estado do Acre, Fecomércio, Federação da Agricultura, Sebrae, Acisa, Federacre, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Acre, Governo do Estado do Acre, Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia do Acre, Conselho Regional de Administração do Acre, SENAI, Anac, Crea, Caixa, Banco da Amazônia e Consulado do Peru em Rio Branco.