Você está aqui: Página Inicial > Notícias > SUFRAMA participa de evento que discute ações sustentáveis das indústrias brasileiras

Notícias

SUFRAMA participa de evento que discute ações sustentáveis das indústrias brasileiras

Encontro da Indústria para a Sustentabilidade fez parte da programação da Rio+20 e foi realizado em Copacabana, no Rio de Janeiro.
por Márcio Gallo publicado: 14/06/2012 00h00 última modificação: 21/03/2016 11h52

No segundo dia da Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), a Confederação Nacional da Indústria (CNI) promoveu o Encontro da Indústria para a Sustentabilidade. O evento foi realizado no auditório do hotel Sofitel, em Copacabana, durante todo o dia.

A Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), gestora do modelo Zona Franca, onde está instalado o Polo Industrial de Manaus (PIM), foi convidada pela CNI para acompanhar de perto as discussões que objetivam elaborar um documento com vistas à produção pensada na chamada economia verde. Representantes de diversas empresas, entidades industriais e especialistas em sustentabilidade de várias partes do mundo estiveram presentes para discutir ações sustentáveis da indústria brasileira.

O assessor especial do gabinete da SUFRAMA, Elilde Menezes, representou a autarquia no evento e ressaltou que “a indústria nacional vem se colocando na vanguarda da chamada produção sustentável devido a ações desenvolvidas por instituições como a CNI, que espraia suas iniciativas por todas as federações do País. A Superintendência da Zona Franca de Manaus vem incorporando esse conceito de sustentabilidade às empresas que estão inseridas em sua área de abrangência, tendo em vista sua atuação como agência de desenvolvimento regional”.

Menezes ressaltou que, hoje, o PIM apresenta atividades que resultam de projetos desenvolvidos pela SUFRAMA, como o projeto de gestão de resíduos sólidos, realizado em conjunto com a Agência Japonesa de Cooperação Internacional (JICA). “Assim como os princípios da tecnologia e inovação já estão no DNA da SUFRAMA há mais de 10 anos, essa questão da sustentabilidade está incluída no nosso planejamento estratégico e deve ser aplicada de fato em todos os ramos da sociedade”, finalizou.

Sessões de debates
Robson Andrade, presidente da CNI, afirmou que a mentalidade dos empresários de hoje em relação ao que ocorria há alguns anos mudou positivamente. "A questão da busca por inovação das indústrias contribui de forma significativa para o desenvolvimento, e este está diretamente ligado à preservação das florestas", acrescentou.

Durante a discussão intitulada “Oportunidades e desafios para a sustentabilidade”, a ex-primeira ministra da Noruega, Gro Brundtland, reconhecida pela dedicação ao estudo do meio ambiente e sua relação com o progresso econômico, demonstrou preocupação com o crescimento da população mundial que geraria aumento na demanda por comida e energia. Ela afirmou que é necessário que tudo que se planeja seja colocado em prática de imediato, para evitar problemas ainda mais difíceis de solucionar. “É muito tarde para apenas pensarmos em pobreza, sustentabilidade e economia verde. São temas que não podem mais esperar, assuntos que já esperaram além do que deveriam”, frisou.

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, comentou os desafios da inserção do País na economia global e focada na sustentabilidade. Segundo ela, “se a situação econômica mundial encontra-se desfavorável, vivemos um extraordinário momento para avançarmos no desenvolvimento sustentável”. Teixeira afirmou que a preocupação com o Produto Interno Bruto (PIB) de um País deve ser importante, mas “isso seria apenas pensar no curto prazo. Devemos avaliar as questões mais à frente, voltadas ao bem estar social”.

registrado em: , , ,