Você está aqui: Página Inicial > Notícias > SUFRAMA propõe parceria durante reunião do Fórum Estadual de Inovação

Notícias

SUFRAMA propõe parceria durante reunião do Fórum Estadual de Inovação

Parceria seria para a organização da terceira edição do Salão de Negócios e Empreendedorismo Inovador, uma das atividades que consta na programação da Feira Internacional da Amazônia.
publicado: 30/03/2011 00h00 última modificação: 22/04/2016 13h09

Uma parceria entre órgãos governamentais, instituições de ensino e pesquisa e empresas que integram o Fórum Estadual de Inovação para a organização da terceira edição do Salão de Negócios e Empreendedorismo Inovador, uma das atividades que consta na programação da Feira Internacional da Amazônia (FIAM 2011), foi a proposta apresentada pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) durante a primeira reunião do fórum. O evento foi capitaneado pela Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Sect) e ocorreu na segunda-feira (28), na sede da autarquia.

Idealizado pela SUFRAMA com a finalidade de identificar novos nichos de mercado e incentivar a geração de negócios na Amazônia, o Salão ganhou destaque na programação da FIAM por promover encontros entre investidores e empreendedores (pessoas física e jurídica) interessados em lançar novos produtos no mercado. “A cadeia de recursos financeiros para investimentos no setor de inovação está construída no Amazonas. O Salão (de Negócios) é um ‘locus’ propício para a geração de negócios inovadores, por isso, a intenção com essa proposta de parceria é potencializar o evento a fim de que possamos obter resultados ainda mais promissores”, afirmou o superintendente adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Regional da SUFRAMA, Elilde Menezes.

A Sect atuará na coordenação técnica do evento ao lado da SUFRAMA. As demais instituições que integram o fórum devem contribuir em todo o processo de organização, que inclui as etapas de definição de linhas de interesse e constituição de comissão multissetorial que terá por finalidade captar investidores, selecionar as propostas apresentadas e sistematizar os encontros de negócios durante o evento. “Da parte da secretaria (Sect), os desafios estão ‘comprados’ e penso que da parte desse fórum também”, destacou o secretário titular da pasta, Odenildo Sena.

Durante a reunião, Elilde Menezes lançou a proposta de apresentar o Salão de Negócios ao Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de CT&I (Consecti), com o objetivo de atrair a participação de investidores e empreendedores dos demais Estados que integram a área de abrangência da SUFRAMA (Acre, Rondônia, Roraima e os municípios de Macapá e Santana, no Amapá). “A Feira (FIAM) não é só do Amazonas é da Amazônia, por isso, seria interessante divulgar essas idéias no ambiente do Consecti a fim de que os outros Estados da Amazônia possam se fazer presentes com projetos inovadores”, disse o superintendente adjunto. Sena considerou importante a iniciativa e firmou compromisso de pautar a divulgação da Feira Internacional da Amazônia na reunião do conselho marcada para ocorrer no mês de maio, em Minas Gerais.

A primeira edição do Salão de Negócios e Empreendedorismo Inovador ocorreu em 2008. Na ocasião, foi chamado de Salão de Projetos para Investimentos em Negócios Sustentáveis. Foram inscritas 45 propostas e selecionadas 22. Durante o evento, ocorreram 59 agendamentos de reuniões entre empreendedores e investidores. No ano de 2009, houve a segunda edição do evento, já com o nome de Salão de Negócios e Empreendedorismo Inovador. Das 20 propostas inscritas, foram selecionadas 10. Foram registrados oito agendamentos de reuniões no local de exposição de projetos.

Neste ano, a Feira Internacional da Amazônia acontecerá de 26 a 29 de outubro, no Studio 5 Centro de Convenções, em Manaus.Trata-se de uma feira multissetorial, reconhecida como a maior vitrine de negócios da região, que inclui exposição de produtos industrializados e artesanais, rodadas de negócios e de turismo, jornada de seminários sobre temas estratégicos para o desenvolvimento regional, palestras e atividades culturais e socioambientais, visitas técnicas às fábricas do Polo Industrial de Manaus (PIM), além do próprio salão de negócios e empreendedorismo inovador.

Marco histórico
A realização da primeira reunião do Fórum Estadual de Inovação foi considerada um marco para o Amazonas na medida em que propiciou a maior integração entre os diferentes atores envolvidos no cenário local de inovação tecnológica. O evento contou com a participação de cerca de 50 representantes, de 27 instituições de ensino e pesquisa, do setor empresarial e de órgãos governamentais.

O secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Odenildo Sena, afirmou que a intenção é que o fórum passe a atuar de forma permanente como um ente agregador de ações com o objetivo de promover avanços no sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação (C&T&I) local. “Há muita coisa acontecendo no Estado. Podemos vislumbrar uma série de ações superpostas, porém, é necessário integrar os esforços para conseguirmos resultados mais concretos”, frisa o secretário. Segundo ele, a partir da criação do fórum, pretende-se implantar “uma espécie governança do sistema de C&T&I no Estado”.

Para o superintendente adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Regional da SUFRAMA, Elilde Menezes, a iniciativa é de grande relevância e só vem corroborar com a proposta da autarquia de fortalecimento do sistema de governança de Educação, Cultura, Ciência, Tecnologia e Inovação (ECCTI) na Amazônia, apresentada durante a 61ª reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), ocorrida em 2009, na capital amazonense. “A integração das instituições é fator-chave para elevar a eficiência do sistema de ECCTI na região”, finalizou.