Você está aqui: Página Inicial > Notícias > SUFRAMA realiza novo treinamento sobre gestão de resíduos sólidos

Notícias

SUFRAMA realiza novo treinamento sobre gestão de resíduos sólidos

Rebecca Garcia ressaltou a importância de se minimizar os impactos ambientais nas indústrias incentivadas do parque fabril manauara, o que pode agregar valor aos produtos fabricados na Zona Franca de Manaus.
por Márcio Gallo publicado: 23/11/2016 16h25 última modificação: 23/11/2016 19h48

Representantes de indústrias instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) participaram, nesta quarta-feira (23), do terceiro treinamento realizado pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) em 2016 sobre a correta gestão de resíduos sólidos gerados a partir da atividade industrial na região. O evento ocorreu na sede da autarquia e  foi aberto pela superintendente Rebecca Garcia, que ressaltou a importância de se minimizar os impactos ambientais nas indústrias incentivadas do parque fabril manauara, o que pode agregar valor aos produtos fabricados na Zona Franca de Manaus (ZFM).

“Pensamos ser fundamental a discussão da questão ambiental, pois sabemos que é um ponto que agrega valor a qualquer indústria. Nossa intenção é de, em um futuro próximo, poder termos no Polo Industrial de Manaus um selo verde que reforce a sustentabilidade já praticada aqui, afinal estamos inseridos no meio da maior floresta tropical do mundo e o fortalecimento da sustentabilidade nos ajuda na manutenção da preservação ambiental e na consolidação de nossas marcas no mercado internacional”, destacou Rebecca Garcia.

A superintendente ainda afirmou que “a SUFRAMA quer ver no Polo Industrial de Manaus um polo verde, cada vez mais sustentável, que tem tratado de suas questões ambientais com muita responsabilidade. E os resíduos sólidos não poderiam ficar fora dessa pauta”.

O treinamento foi ministrado por técnicos do Grupo de Gestão de Resíduos Industriais da SUFRAMA (GGRIS), vinculado à Superintendência Adjunta de Projetos (SPR). O principal tema abordado foi o Plano Diretor que trata do estudo para o desenvolvimento de uma solução integrada relativa à gestão dos resíduos industriais no PIM e suas metas, tais como a plena capacitação dos representantes das empresas, a difusão do software para Banco de Dados de Inventário de Resíduos (BD_IR), a consolidação dos dados e a publicação dos resultados.

“O software BD_IR, criado a partir de um convênio entre a SUFRAMA e a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), é um instrumento que padroniza os inventários de resíduos industriais e atende à Resolução 313/2002 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), que dispõe sobre esse inventário”, lembrou o engenheiro Ezequiel Lima, coordenador do GGRIS.

A partir desta padronização de informações acerca dos resíduos sólidos, as empresas que participam dos treinamentos feitos pela SUFRAMA poderão compartilhar os dados não apenas com a autarquia, mas também com os demais órgãos ambientais que requerem as mesmas informações, como o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

“Outro benefício do software BD_IR é uniformizar as informações que as empresas detém sobre seus resíduos sólidos, evitando que elas tenham que criar um sistema próprio e que conflite com os dados informados pelas demais empresas do PIM. Assim, SUFRAMA, Ipaam e Ibama, por exemplo, terão o mesmo banco de dados para avaliar a gestão de resíduos do PIM”, pontuou Lima.

Para finalizar o treinamento, a equipe técnica da SUFRAMA ensinou o passo a passo de como utilizar o software, desde sua instalação nas estações de trabalho das empresas do PIM até o preenchimento de todos os campos necessários e o envio aos órgãos de controle.

Abrangência
Desde a implantação do Banco de Dados de Inventário de Resíduos, em setembro de 2010, foram treinadas 260 empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus. A meta é atingir todas as cerca de 600 indústrias incentivadas cadastradas junto à SUFRAMA, para que a autarquia possa consolidar os dados dos inventários disponibilizados pelas empresas do PIM.

Para as empresas, a manutenção de um banco de dados sobre o tema é interessante do ponto de vista de controle da eficiência de sua gestão ambiental. Para a SUFRAMA, além de contribuir com o meio ambiente, a ação promove maior atratividade de empresas prestadoras de serviços ambientais para a Zona Franca de Manaus.