Você está aqui: Página Inicial > Notícias > SUFRAMA apresenta oportunidades do Distrito Agropecuário para comitiva da Aurora

Notícias

SUFRAMA apresenta oportunidades do Distrito Agropecuário para comitiva da Aurora

Aproximadamente trinta pessoas ligadas à Aurora, cooperativa catarinense que hoje é uma das maiores produtoras de alimentos do Brasil, estiveram na sede da autarquia para conhecer diretrizes do modelo ZFM
por Diego Queiroz publicado: 23/06/2017 10h29 última modificação: 23/06/2017 10h31

A superintendente adjunta de Projetos da SUFRAMA, Paula Soares, e o superintendente adjunto de Operações, Bruno Lobato, acompanhados do coordenador geral de Acompanhamento de Projetos Agropecuários, Orisvaldo Neves, e de técnicos da Coordenação Geral de Estudos Econômicos e Empresariais (Cogec), recepcionaram nessa quinta-feira (22), na sede da autarquia, uma comitiva de aproximadamente trinta pessoas da Aurora, cooperativa originária de Santa Catarina e que hoje é uma das maiores produtoras de alimentos do Brasil e referência mundial na tecnologia e processamento de carnes. O objetivo da visita foi apresentar as diretrizes do modelo Zona Franca de Manaus à comitiva e discutir possibilidades de negócios envolvendo o Distrito Agropecuário da SUFRAMA.

Os representantes da Aurora assistiram a uma apresentação institucional sobre o modelo Zona Franca de Manaus e depois tiveram sessão de perguntas e respostas com os profissionais da SUFRAMA.

De acordo com Paula Soares, o interesse de uma cooperativa de amplo destaque no agronegócio brasileiro em vir a Manaus e conhecer de perto o modelo ZFM é muito importante, pois a nova administração da SUFRAMA está buscando dar um foco maior para o setor agropecuário, como forma de reverter a extrema dependência que a economia da região tem do Polo Industrial de Manaus (PIM). "Hoje a Zona Franca vive da indústria. Nós queremos mudar isso. Queremos ter um outro pilar, uma outra alternativa para que, em períodos de crise, nós não soframos tanto quanto temos visto nos últimos tempos. Tenho certeza que a agroindústria, o agronegócio pode ser esse pilar", afirmou Paula. "Estamos com as portas abertas. Temos incentivos, terras e uma equipe técnica para orientar e ajudar a cooperativa a se instalar e fazer ótimos negócios aqui", reforçou.