Você está aqui: Página Inicial > Notícias > SUFRAMA recebe visita de executivos do Banco Santander

Notícias

SUFRAMA recebe visita de executivos do Banco Santander

Audiência teve o objetivo de apresentar diretrizes do modelo ZFM e oportunidades de negócios relacionadas não apenas ao Polo Industrial de Manaus, mas também às Áreas de Livre Comércio
por publicado: 11/10/2016 17h37 última modificação: 11/10/2016 17h37

A superintendente da SUFRAMA, Rebecca Garcia, acompanhada de equipe técnica da autarquia, reuniu-se nesta terça-feira (11), em seu gabinete, com executivos do Banco Santander. A audiência teve o objetivo de apresentar diretrizes do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) e proporcionar uma troca de ideias sobre oportunidades de negócios relacionadas não apenas ao Polo Industrial de Manaus (PIM), mas também às Áreas de Livre Comércio inseridas na área de jurisdição da Superintendência.

Representaram o Santander na audiência o superintendente executivo da Rede Centro Oeste – Norte, Paulo Cesar Bertolane; o superintendente da Regional Amazônia, Rafael Parazzi; o superintendente de Empresas na Diretoria de Empresas e Instituições, Vinícius Pinto; e os gerentes Irlando Alves Pessoa e Gabriel Figueira, atuantes em agências do banco em Manaus. Além da superintendente Rebecca Garcia, também estiveram presentes, representando a SUFRAMA, o superintendente adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Regional, Marcelo Pereira, a coordenadora geral de Estudos Econômicos e Empresariais, Ana Maria Souza, o economista Patry Boscá e o assessor técnico da Superintendência, Renato Freitas.

Os executivos assistiram a uma apresentação dos técnicos da autarquia que abordou assuntos como a prorrogação da Zona Franca de Manaus e o consequente compromisso de desenvolvimento assumido com toda a área de atuação da SUFRAMA; os principais incentivos fiscais ofertados, tanto no âmbito federal quanto no âmbito estadual; as contrapartidas exigidas das empresas pelos incentivos concedidos; e indicadores econômicos do PIM, entre outros.

A superintendente Rebecca Garcia também fez questão de comentar a preocupação estratégica da SUFRAMA em estimular as exportações, como forma de amenizar os impactos na indústria regional ocasionados por dificuldades no mercado nacional, e ressaltou também as diversas oportunidades de negócios que surgirão a partir da plena implementação do projeto Zona Franca Verde (ZFV). “Nosso Plano Diretor Industrial contempla essas e outras diretrizes táticas que refletem muito bem o que a SUFRAMA deseja daqui em diante, que é um trabalho eficaz, transparente e compromissado com o usuário dos seus serviços, bem como compatível com as demandas de crescimento de toda a região”, afirmou Rebecca.

Os executivos do Santander afirmaram que irão estudar as informações apresentadas a fim de identificar quais linhas de produtos ou serviços são mais indicadas para trabalhar todas as oportunidades mencionadas, pensando-se, especialmente, na oferta de serviços bancários diferenciados, como internacionalização de empresas, consultorias de comércio exterior e desenvolvimento de equipes corporativas. Durante a reunião, eles informaram também que um dos pilares do Grupo Santander á a educação e que o banco possui mais de mil convênios com universidades em todo o mundo, o que chamou a atenção da superintendente Rebecca Garcia. “Isso está perfeitamente alinhado com o que a SUFRAMA busca, que é estimular intensamente a formação de capital intelectual na região e buscar processos inovadores”, disse Rebecca.

Fórum Amazônico

Ao fim da audiência, a superintendente convidou os executivos do Santander a participarem do Fórum Amazônico, que será realizado no dia 25 de novembro, na sede da autarquia. O evento terá o objetivo de apresentar e discutir temas estratégicos sobre o comércio exterior na Amazônia à luz das perspectivas de inserção dos produtos amazônicos no mercado internacional e os entraves e soluções logísticas neste contexto. “A presença dos senhores é muito importante para potencializar parcerias, ampliar negócios e estimular o setor produtivo e o crédito. Será uma ocasião bastante propícia à viabilização de novos negócios e percepção de oportunidades”, concluiu Rebecca.