Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Superintendente Alfredo Menezes conhece demandas do Polo de Duas Rodas

Notícias

Superintendente Alfredo Menezes conhece demandas do Polo de Duas Rodas

Reunião com dirigentes da Abraciclo robusteceu parcerias institucionais visando ao fortalecimento do segmento de motocicletas e bicicletas do Polo Industrial de Manaus (PIM)
por Diego Queiroz publicado: 20/02/2019 17h59 última modificação: 20/02/2019 17h59

O superintendente da Zona Franca de Manaus, Alfredo Menezes, reuniu-se na manhã desta quarta-feira (20), na sede da SUFRAMA, com dirigentes da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), a fim de conhecer demandas do setor de Duas Rodas e acentuar parcerias institucionais visando ao fortalecimento do segmento no Polo Industrial de Manaus (PIM).

No início da reunião, o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, fez uma apresentação buscando ressaltar dados e indicadores gerais que demonstram a importância do Polo de Duas Rodas para a região, entre os quais a contribuição com quase 15% do faturamento global do PIM, a geração de 12,5 mil empregos diretos e a participação em quase 25% do total de salários, encargos trabalhistas e benefícios sociais registrados no Polo. Ele também apresentou a evolução histórica da cadeia produtiva, enfatizando a ampliação do número de empresas montadoras e componentistas ao longo das últimas décadas e o avanço das tecnologias empregadas nos produtos e processos produtivos.

Além de fazer questionamentos e dirimir dúvidas sobre o funcionamento do polo de Duas Rodas da Zona Franca de Manaus, o superintendente Alfredo Menezes buscou conhecer, sobretudo, as demandas e os desafios do segmento, colocando-se à disposição para atuar como interlocutor direto das empresas do setor junto às diversas instâncias do governo federal. “Agradecemos a atenção e o tempo de vocês. Contem conosco, pois sou uma pessoa que gosta de acompanhar diretamente os processos e, caso os argumentos tenham pertinência, não tenham dúvidas de que faremos todo o possível para caminhar juntos numa solução. Estamos aqui para trabalhar firme na busca de alavancar o crescimento da nossa região”, afirmou Menezes.

Entre as necessidades atuais do setor expostas pela Abraciclo, estão questões ligadas à logística e à infraestrutura da região, bem como Processos Produtivos Básicos (PPBs) que estão pendentes de análise – casos específicos do PPB de bicicletas elétricas e do PPB de motocicletas – e indefinições quanto à política ambiental ligada ao segmento, que poderá interferir diretamente nos custos e processos produtivos. As partes combinaram de seguir conversando e agendar reuniões futuras no intuito de avançar nas pautas discutidas. “Nós precisamos caminhar juntos para defender a Zona Franca. O Polo de Duas Rodas é um setor bastante significativo para a economia local, pois movimenta uma cadeia extensa e também todo o setor de comércio e de serviços”, defendeu o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian.

registrado em: , , , ,