Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Superintendente cumpre agenda de divulgação da ZFM na Ásia

Notícias

Superintendente cumpre agenda de divulgação da ZFM na Ásia

Objetivo é divulgar o modelo Zona Franca de Manaus e atrair novos investimentos para a Amazônia Ocidental.
por Enock Nascimento publicado: 17/05/2012 00h00 última modificação: 21/03/2016 17h23

Com o objetivo de divulgar o modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) e atrair novos investimentos para a Amazônia Ocidental, a Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) integrará missão empresarial brasileira ao Japão e à Coreia do Sul. A iniciativa também visa fortalecer as relações bilaterais entre o Brasil e esses dois importantes e estratégicos países da Ásia.

No dia 28 de maio, em Tóquio (Japão), o superintendente da SUFRAMA, Thomaz Nogueira, atendendo convite da Embaixada do Brasil no Japão e da Nikkei Business Publishing, será um dos palestrantes do seminário “Invest in Brazil”. Na palestra, Nogueira irá divulgar a política de incentivos fiscais da ZFM, quais critérios as empresas devem atender para produzir no Polo Industrial de Manaus (PIM) com os incentivos do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e do Imposto de Importação (II), e elencar as oportunidades de negócios na Região.

Segundo a embaixada do Brasil no Japão, a palestra sobre o parque fabril de Manaus é uma das mais concorridas, com 300 inscritos nos primeiros dias, a maioria do público formado por empresários e representantes do setor industrial japonês.

No dia 31 de maio, em Seul (Coreia do Sul), o superintendente participará da III Reunião do Comitê Conjunto Brasil-Coréia do Sul de Promoção Comercial e de Investimentos. Na avaliação do Ministério do Desenvolvimento da Indústria e Comércio Exterior (MDIC), as duas reuniões anteriores (a primeira foi em 2008) alcançaram resultados muito promissores para ambos os países em termos de comércio, investimentos, cooperação industrial e em outras áreas de interesse mútuo.

O Japão e a Coreia do Sul já são importantes investidores e parceiros do PIM. Atualmente 35 empresas instadas em Manaus possuem participação do capital japonês com o percentual de 44,56% do total de investimentos líquidos produtivos do Polo. Já as empresas com participação de capital sul-coreano somam cinco e detêm 4,35% dos investimentos líquidos do PIM.

Além disso, as duas maiores empresas do Polo – Moto Honda da Amazônia e Samsung Eletrônica da Amazônia – são filiais, respectivamente, de matrizes do Japão e da Coreia do Sul.