Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Superintendente da SUFRAMA considera decisão de prorrogar incentivos como demonstração de confiança do Governo Federal no modelo ZFM

Notícias

Superintendente da SUFRAMA considera decisão de prorrogar incentivos como demonstração de confiança do Governo Federal no modelo ZFM

Anúncio foi feito pela presidente Dilma Rousseff.
por Diego Queiroz publicado: 23/03/2011 00h00 última modificação: 22/04/2016 14h00

A superintendente da Zona Franca de Manaus, Flávia Grosso, afirmou na tarde desta quarta-feira (23) que o anúncio da presidente Dilma Rousseff de prorrogar os incentivos do modelo Zona Franca de Manaus por mais 50 anos, realizado ontem (22), deve ser comemorado como um importante reforço à estabilidade e à base de crescimento do modelo de desenvolvimento regional de maior êxito na história brasileira. “Tal medida demonstra a confiança do Governo Federal nas diretrizes da Zona Franca de Manaus e em suas bases de sustentabilidade. A prorrogação dos incentivos, aliada aos investimentos em infraestrutura produtiva e logística que deverão ser feitos nos próximos anos, trarão maior impulso para que o Polo Industrial de Manaus tenha resultados ainda mais expressivos e difunda cada vez mais benefícios à região”, afirmou.

O anúncio da prorrogação dos incentivos da Zona Franca de Manaus por cinco décadas foi feito por Dilma Rousseff em sua primeira visita oficial no cargo de presidente da República ao Estado do Amazonas. Na ocasião, a presidente justificou a decisão alegando que o modelo ZFM contribui para a preservação ambiental e para o desenvolvimento sustentável da região. Dilma anunciou também a intenção de estender as vantagens fiscais especiais do modelo ZFM à Região Metropolitana de Manaus.

A superintendente Flávia Grosso lembrou ainda que, como o modelo Zona Franca de Manaus está inserido nas Disposições Transitórias da Constituição, a prorrogação dos incentivos deverá ser efetivada por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC). “Não temos dúvida de que o principal passo, que é o da decisão política, já foi dado. Confiamos que a partir daí tudo será encaminhado com a celeridade necessária”, complementou a superintendente.