Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Thomaz Nogueira toma posse como novo superintendente da SUFRAMA

Notícias

Thomaz Nogueira toma posse como novo superintendente da SUFRAMA

Nogueira se tornou o 19º dirigente na história de quase 45 anos da autarquia.
por Diego Queiroz publicado: 10/01/2012 00h00 última modificação: 29/03/2016 16h56

Em solenidade realizada na tarde desta terça-feira (10), no auditório da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), o bacharel em Direito e ex-subsecretário de Estado da Fazenda do Amazonas, Thomaz Nogueira, foi empossado pelo ministro interino do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Alessandro Teixeira, como novo superintendente da SUFRAMA, tornando-se o 19º dirigente na história de quase 45 anos da autarquia.

A cerimônia contou com a participação expressiva de autoridades, incluindo representantes dos Poderes Executivo, Judiciário e Legislativo, membros da bancada federal do Amazonas, embaixadores, empresários e dirigentes de entidades de classe, entre outros.

Bastante emocionado e em alguns momentos não conseguindo conter as lágrimas, Nogueira direcionou as primeiras palavras de seu discurso à ex-superintendente Flávia Grosso, cujo nome recebeu uma longa salva de palmas como reconhecimento aos seus oito anos de liderança à frente da instituição. O novo superintendente agradeceu também a confiança depositada em seu nome, especialmente por parte do governador do Estado do Amazonas, Omar Aziz, e da presidenta Dilma Rousseff, e prometeu seriedade e absoluta transparência na condução de suas tarefas. “Tenho clara a relevância social e econômica do cargo que assumo. Buscaremos abrir cada vez mais a SUFRAMA ao diálogo com a sociedade para que possamos, juntos, consolidar a dinamização e o fortalecimento do modelo Zona Franca de Manaus”, afirmou.

Nogueira também fez questão de destacar a importância de novos investimentos em infraestrutura como forma de ampliar a competitividade do Polo Industrial de Manaus, a necessidade de adequação da ZFM às vocações naturais da região – destacando o fortalecimento do Centro de Biotecnologia da Amazônia como diretriz crítica nesse processo – e disse ainda, ao abordar a questão dos recursos da autarquia contingenciados pelo Governo Federal, que a SUFRAMA precisa ter as condições necessárias para aprimorar o seu papel de agência de desenvolvimento regional em sua área de atuação. “Acre, Amapá, Amazonas, Roraima e Rondônia têm direito a uma ação mais eficaz da SUFRAMA”, pontuou Nogueira.

Por fim, o novo superintendente disse que a certeza do compromisso do Governo Federal com o modelo Zona Franca de Manaus e com a região foi o principal fator que fez com que ele aceitasse o desafio de comandar a SUFRAMA. Tal compromisso foi enfatizado no discurso do ministro interino do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Alessandro Teixeira, que salientou novamente a importância da Zona Franca de Manaus e da região para o desenvolvimento do país. “O Governo Federal em momento algum tem dúvidas sobre a consistência ou o êxito do modelo ZFM. A nossa meta é fortalecê-lo para que os índices de geração de emprego e renda sejam potencializados e a região como um todo possa se desenvolver cada vez mais”, disse Teixeira, que também buscou reconhecer o trabalho feito pela ex-superintendente Flávia Grosso. “O excelente trabalho realizado pela ex-superintendente, no que tange principalmente à atração de investimentos e à ampliação do Polo Industrial de Manaus, tem que ter continuidade agora na gestão do superintendente Thomaz Nogueira. O modelo precisa evoluir e ser modernizado e essa é uma das principais missões do novo superintendente”, disse Teixeira.

O superintendente adjunto de Projetos da SUFRAMA, Oldemar Ianck, que dirigiu interinamente a superintendência da autarquia ao longo dos últimos três meses, lembrou os robustos indicadores do Polo Industrial de Manaus – geração de aproximadamente 500 mil empregos diretos e indiretos e faturamento de aproximadamente US$ 36 bilhões em 2010, dentre outros – e desejou sucesso ao novo superintendente no período de transição da administração. “Temos a sensação de que o modelo já consolidou muitas conquistas, mas que diversas outras estão no caminho e precisam ser efetivadas. Reforçamos os votos de pleno êxito à nova gestão que se inicia e que nela possam ser ampliados os benefícios sociais, ambientais e econômicos desse modelo para a região e para o Estado brasileiro”, afirmou Ianck.

O governador do Estado do Amazonas, Omar Aziz, fez referências sobre a competência demonstrada por Thomaz Nogueira enquanto técnico da Secretaria de Estado da Fazenda e disse que o novo superintendente conta com o apoio da classe política regional para alcançar um objetivo em comum: o desenvolvimento do modelo Zona Franca de Manaus. “É um momento de grande alegria, mas também de muita responsabilidade. Me tranquilizo porque o ministro interino do MDIC, Alessandro Teixeira, mostrou-se solidário a questões colocadas como urgentes para o Estado do Amazonas, dentre as quais a proteção aos produtores de juta e malva no Interior, a prorrogação do período de implantação do sistema Ginga nos televisores e a atração de novos setores produtivos para o PIM, e isso mostra mais uma vez o compromisso do Governo Federal com o modelo ZFM”, afirmou Aziz.

Na condição de representante dos Estados que compõem a área de atuação da SUFRAMA (Acre, Rondônia, Roraima, Amazonas e os municípios de Macapá e Santana, no Estado do Amapá), o governador do Estado de Roraima, José de Anchieta Júnior, afirmou não ter dúvidas de que a escolha de Thomaz Nogueira se mostrará alvissareira. “Pela emoção das palavras ditas e pela competência já demonstrada, o novo superintendente tem o nosso voto de confiança. Precisamos batalhar, agora, para que haja o descontingenciamento dos recursos necessários ao desenvolvimento dos Estados Amazônicos”, disse Anchieta.