Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Troca de experiências pode fomentar economia brasileira, diz titular da Suframa

Notícias

Troca de experiências pode fomentar economia brasileira, diz titular da Suframa

Superintendente acompanhou, juntamente com o presidente Jair Bolsonaro, o seminário de negócios bilaterais Brasil-China, realizado no Grande Palácio do Povo, em Pequim, e que teve como principal mote os 45 anos de parceria entre as nações.
por Márcio Gallo publicado: 25/10/2019 17h20 última modificação: 25/10/2019 19h25

No segundo dia de agenda oficial da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) na China, acompanhando a comitiva da Presidência da República, o titular da Autarquia, Alfredo Menezes, participou de intensa programação com autoridades do governo local, dentre eles o presidente da República Popular da China, Xi Jinping. O superintendente acompanhou, juntamente com o presidente Jair Bolsonaro, o seminário de negócios bilaterais Brasil-China, realizado no Grande Palácio do Povo, em Pequim, e que teve como principal mote os 45 anos de parceria entre as nações.

Na ocasião, foram discutidas medidas que visam a fomentar a cooperação econômica entre os dois países, levando-se em consideração diversas especificidades, dentre as quais os impactos nas indústrias brasileiras. "Tudo que foi tratado durante o seminário foi pensado de acordo com o que podemos evoluir nesta relação, que é positiva para Brasil e China, buscando meios de incrementar as atividades econômicas dos países e, claro, com objetivo de melhorar o cenário econômico brasileiro. Os investidores chineses têm grande interesse em aportar recursos no Brasil e sabemos que isso pode gerar impactos positivos para a nossa sociedade", destacou Alfredo Menezes.

Durante o banquete oferecido pelo governo chinês às autoridades brasileiras presentes ao seminário, foram tratados, ainda, temas relevantes para estreitar as relações bilaterais e ampliar a troca de tecnologias que possibilitem o desenvolvimento de empresas brasileiras diante do potencial produtivo chinês. "Temos muito a aprender e a compartilhar com o povo chinês. A China tem uma cultura milenar e um conhecimento incrível em diversas áreas de produção. Essa troca de experiências é salutar para nós brasileiros, que podemos também passar muito do que sabemos e temos para oferecer em diversos segmentos", disse o superintendente da Suframa.

A visita da Suframa à Ásia chegará, neste fim de semana, à Coreia do Sul, país onde encontram-se as sedes de empresas de alta tecnologia que também têm plantas fabris instaladas na Zona Franca de Manaus, tais como Samsung e LG.

 

Foto: Isac Nóbrega/PR