Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Última reunião do CAS em 2008 consolida recorde de projetos e investimentos para a Zona Franca de Manaus

Notícias

Última reunião do CAS em 2008 consolida recorde de projetos e investimentos para a Zona Franca de Manaus

Os projetos aprovados neste ano devem gerar 7.186 empregos diretos em um período de três anos e reforçar as exportações do Pólo Industrial de Manaus com mais US$ 838 milhões a partir do primeiro ano de funcionamento das linhas de produção.
por Diego Queiroz publicado: 18/12/2008 00h00 última modificação: 18/07/2016 10h15

Em sua 236ª Reunião Ordinária, realizada nesta quinta-feira, 18 de dezembro, o Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (CAS) aprovou 50 projetos industriais e de serviços, entre ações de implantação, ampliação, atualização e diversificação, que totalizam U$ 620,25 milhões em investimentos globais, US$ 194,77 milhões em investimentos fixos e geração de 3.486 postos de trabalho. A pauta avaliada hoje consolida mais um recorde na aprovação de projetos e investimentos para a Zona Franca de Manaus (ZFM).

Com os resultados da reunião, o CAS fecha 2008 com um total de 321 projetos aprovados, um crescimento de 17,15% em relação a 2007, quando foram avaliados 274 projetos. Os projetos aprovados neste ano devem gerar 7.186 empregos diretos em um período de três anos e reforçar as exportações do Pólo Industrial de Manaus (PIM) com mais US$ 838 milhões a partir do primeiro ano de funcionamento das linhas de produção.

“O número expressivo de empresas com projetos aprovados, independentemente do cenário de crise internacional que estamos presenciando, espelha a confiança do empresariado no modelo Zona Franca de Manaus. Ao mesmo tempo, nos impulsiona para intensificar os esforços para a ampliação da competitividade do PIM, visando à atração de novos investimentos e à geração de mais emprego, renda e melhor qualidade de vida para as populações”, destaca a superintendente da SUFRAMA, Flávia Skrobot Grosso.

O secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ivan Ramalho, seguiu o pensamento otimista da superintendente e afirmou que o resultado da reunião reforça a confiança do Governo Federal no modelo ZFM. “Com as medidas que estão sendo tomadas, estamos seguros de que o Pólo Industrial de Manaus está bastante preparado para enfrentar os desafios de 2009”, afirma Ramalho.

Entre os projetos aprovados hoje, destacam-se os de implantação das empresas Dataprom, para fabricação de aparelhos de rádio modem para transmissão de dados em banda larga; CR Zongshen do Brasil, para produção de motocicletas até 100 cilindradas e de 100 a 450 cilindradas; e Midea Industrial da Amazônia, para fabricação de condicionadores de ar de corpo único e tipo split.

Também merecem destaque os projetos de diversificação das empresas Foxconn, para produção de televisores com tela de cristal líquido; Jabil, para telefone celular digital; Yasufuku, destinado às partes e peças injetadas plásticas para motocicletas; Sabores Vegetais do Brasil, voltado a extratos aromáticos vegetais para bebidas não alcoólicas; e o projeto de diversificação e ampliação da PST Indústria Eletrônica da Amazônia, para produção de auto-rádios e dispositivo antifurto para motocicletas.

Decreto 4.212
Motivo de preocupação para empresas do PIM, o Decreto nº 4.212, que define os setores da economia prioritários para o desenvolvimento regional, nas áreas de atuação da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), também foi abordado durante a reunião do CAS. A classe empresarial e instituições governamentais da Amazônia vêm tentando articular junto ao Governo Federal, nos últimos meses, mudanças no texto do documento.

O superintendente da Sudam, Djalma Mello, afirmou que o Governo do Estado do Amazonas já encaminhou proposta que objetiva incluir outros segmentos do PIM, como o setor ótico, plástico e de descartáveis, na lista de segmentos prioritários do Decreto 4.212. Desta forma, esses segmentos poderiam também desfrutar dos benefícios de redução do Imposto de Renda (IR).

Mello anunciou para a próxima semana a realização de uma reunião interministerial que pode bater o martelo na questão. “Vamos discutir as propostas, incluindo a do governador Eduardo Braga, que é subsidiada por um estudo feito por técnicos da SUFRAMA, e estamos otimistas em encontrar a melhor solução para a Zona Franca de Manaus”, aponta o superintendente.

Reforma tributária
Em sua reunião de despedida como conselheiro do CAS, o prefeito de Manaus, Serafim Corrêa, aproveitou também para fazer um alerta especial sobre a reforma tributária que está sendo discutida em nível nacional e que pode, segundo ele, gerar prejuízos futuros para o modelo ZFM.

“Em todos os cenários, acredito que seremos prejudicados, mesmo que em 10 anos haja a previsão de compensação a esses prejuízos por meio da criação de um fundo. É um momento importante de união entre todos os interessados para que possamos nos defender da forma mais apropriada”, sugere Corrêa, antes de reforçar sua posição de otimismo em relação ao momento de crise no cenário econômico mundial. “Vivemos uma crise, sim, mas o Brasil nunca esteve tão preparado para enfrentá-la quanto agora. Quanto à Zona Franca de Manaus, independente de onde estivermos, sempre iremos trabalhar pelo seu fortalecimento”, complementa.

O Conselho de Administração da SUFRAMA voltará a se reunir em março de 2009, período que coincide com as comemorações do 42º aniversário da SUFRAMA.