Você está aqui: Página Inicial > Notícias > União Europeia discute possibilidade de negócios na Amazônia

Notícias

União Europeia discute possibilidade de negócios na Amazônia

Comitiva da União Europeia cumpre, até sexta-feira (5), em Manaus, agenda do Programa de Imersão na Indústria Brasileira, promovido pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas, com participação da SUFRAMA
publicado: 05/04/2019 09h02 última modificação: 05/04/2019 09h02

Técnicos das Coordenações Gerais de Comércio Exterior e de Estudos Econômicos e Empresariais da SUFRAMA participaram nesta quinta-feira (4), na Federação das Indústrias do Estado do Amazonas, de reunião envolvendo representantes de embaixadas e de consulados da União Europeia e representantes de diversos órgãos e entidades de classe do Amazonas, tais como Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplan-CTI), Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Federação da Agricultura e da Pecuária do Amazonas (Faea) e Empresa Estadual de Turismo (AmazonasTur), entre outros.

A reunião, incluída na agenda que a comitiva da União Europeia cumpre em Manaus até esta sexta-feira, dentro do Programa de Imersão na Indústria Brasileira, foi promovida pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (CIN/Fieam). O objetivo é apresentar e discutir possibilidades mútuas de cooperação tecnológica e produtiva, bem como disseminar oportunidades de investimentos e negócios na região com base, principalmente, nos incentivos do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM).

A comitiva europeia é composta por representantes de embaixadas e consulados da Espanha, Eslováquia, Itália, Suécia, Croácia, Finlândia, Alemanha, Bélgica e Países Baixos, além dos profissionais da seção de Assuntos Comerciais da União Europeia, Michele Villani e Miguel Castro.

A SUFRAMA realizou duas apresentações técnicas durante a reunião – uma conduzida pelo coordenador geral de Comércio Exterior, substituto, Frederico Aguiar, e outra pelo técnico da Coordenação Geral de Estudos Econômicos e Empresariais, Rafael Gouveia – que tiveram o propósito de apresentar as diretrizes e vantagens comparativas do modelo ZFM, com destaque para sua área de abrangência, os incentivos fiscais concedidos no âmbito do Polo Industrial de Manaus (PIM), das Áreas de Livre Comércio (ALCs) e da Amazônia Ocidental como um todo e os segmentos estratégicos para cooperação e investimentos. A equipe da autarquia também dirimiu, posteriormente, todas as dúvidas da comitiva europeia durante sessão de perguntas e respostas.

De acordo com Aguiar, um dos tópicos bastante focados durante a reunião foi o grande interesse da SUFRAMA em promover parcerias com instituições europeias a fim de possibilitar a utilização e o o desenvolvimento de novas tecnologias na região. Ele fez questão de lembrar a viagem que o superintendente da autarquia, Alfredo Menezes, fez a Israel, nesta semana, justamente com o objetivo de atrair tecnologias de ponta para a Zona Franca de Manaus e viabilizar uma alternativa de geração de emprego e renda. “É importante também salientar que a SUFRAMA atua na administração de recursos de Pesquisa e Desenvolvimento na região e tem buscado fomentar, junto ao governo federal, uma linha de bioeconomia. Além disso, temos também trabalhado em outras frentes, como, por exemplo, a criação de distritos agroindustriais. Todas essas ações têm o objetivo de trazer possibilidades diversas ao desenvolvimento da região que complementem a oferta de incentivos fiscais”, complementou.

A comitiva europeia finaliza sua programação de atividades em Manaus nesta sexta-feira (05), tendo como destaque da agenda uma visita ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.