Você está aqui: Página Inicial > Notícias > US$ 656,7 milhões em investimentos totais na 262ª reunião do CAS

Notícias

US$ 656,7 milhões em investimentos totais na 262ª reunião do CAS

Pauta com 48 projetos prevê geração de 906 novos postos de trabalho no Polo Industrial de Manaus.
por Márcio Gallo publicado: 29/04/2013 16h15 última modificação: 07/03/2016 12h35

Nesta terça-feira (30), às 9h, o Conselho de Administração da SUFRAMA (CAS) vai avaliar uma pauta com 48 projetos que somam US$ 296.153 milhões em investimentos fixos e US$ 656.769 milhões em investimentos totais. Ao todo, são 12 projetos de implantação e 36 projetos de ampliação, atualização e diversificação que devem gerar, em até três anos, 906 novos postos de trabalho no Polo Industrial de Manaus (PIM).

O setor Eletroeletrônico desponta com os maiores destaques para a 262ª Reunião Ordinária do CAS. A Philco Eletrônicos apresenta projeto para produção de condicionadores do tipo Split, com investimento de US$ 9.3 milhões, confirmando a retomada da produção do produto no PIM que, no ano passado, enfrentou um início de ano desfavorável e, após as medidas tomadas pelo governo federal para incentivar o setor, alcançou a produção recorde de 1,9 milhão de unidades em 2012.

Já a Positivo Informática aposta na fabricação de telefones celulares e propõe investimento de US$ 33.1 milhões para implantar produção própria do item no parque fabril local. O segmento cresce no PIM e a entrada da Positivo reforça o telefone celular como um dos produtos mais significativos do Polo.

A Digibrás, do grupo Lenovo, segue a mesma tendência e, além de apresentar projeto para ampliação da produção de telefones celulares – a partir da reestruturação societária da empresa – inclui proposta de aumentar a fabricação de um dos produtos que vem registrando maior crescimento da produção no PIM este ano: o tablet. O investimento previsto pela empresa é de US$ 150 milhões.

Também no segmento tablet, a Salcomp Indústria Eletrônica propõe investir US$ 1.7 milhão para produzir um conversor CA/CC para o produto. Atualmente, a empresa é responsável pela fabricação da maioria dos conversores para os telefones celulares produzidos no Brasil e este projeto tem grande importância pelo adensamento da cadeia produtiva.

Diversificação
Duas empresas apostam em mercados promissores com os projetos apresentados para avaliação pelo CAS. A Calcomp e a Giga Eletrônica querem fabricar, respectivamente, Memória SSD e Lâmpadas LED no Polo Industrial de Manaus, diversificando assim suas produções locais. Os investimentos previstos destes dois projetos somam US$ 15,2 milhões, sendo US$ 12 milhões apenas para a fabricação da Memória SSD.